Sobre o vício

Sobre o vício

Essa palavra se popularizou muito com relação ao abuso de álcool e outras drogas, mas será que ela somente tem esta associação?

No dicionário Michaelis On-line, ao buscar o termo “Vício”,  encontramos o seguinte significado, dentre os demais: 

6 MED, PSICOL Dependência de uma ou mais de uma droga estupefaciente ou de bebida alcoólica, levando a um consumo geralmente incontrolável

Ou seja, pode ser entendido aqui como sendo apenas medido pelo jeito que se consome a droga e se existe uma dependência dela pra viver.

Vício na visão da psicologia

Tá, mas pra psicologia isso vai bem além da dependência de drogas. O vício pode se estender a outros âmbitos da vida e havendo essa relação de dependência, chegando também a essa mesma falta de controle.

Uma pessoa pode ao invés de usar drogas de forma incontrolável, pode trabalhar demais tendo também uma relação de vício com o trabalho; ou ter essa mesma relação com o uso excessivo de redes socias; ou com jogos, entre outras formas (que não são poucas).

Além disso diversos estudos apontam que não tratar de forma correta de um vício, esse pode acabar sendo trocado sem a pessoa perceber e trazer uma possível ilusão de melhora:

Um pessoa pode trocar o vício em jogos pelo vício no trabalho, ou pelo vício no álcool; outra o vício no álcool pelo vício jogos, etc.

E por mais que pareça externamente que o vício em trabalho ou jogos, entre outros,  seja mais brando que o pelo álcool; internamente a pessoa não está saudável e isso pode trazer diversos problemas seja de convivência, físicos, e psicológicos; o que mostra que é preciso cuidar disso.

Até aqui apresentou mais o lado do vício em si, mas o problema é que ele não se manifesta do nada. Assim como uma dor de cabeça ou a vermelhidão na pele, é um sinal de que tem algo errado, um sintoma de algum problema; o vício é um sintoma, um sinal de que um outro problema que está acontecendo e que precisa ser investigado com mais cuidado.

Quando não acontece essa investigação; quando não se busca entender qual é a raiz do vício, o que levou a esse vício começar e a continuar; acaba abrindo a possibilidade de não acabar com o vício por completo e poder voltar a se manifestar, ou trocar de vício sem ter consciência disso. E além de saber qual é a raiz, procurar tratar isso pode levar a melhora.

Tratamento

[…]além de saber qual é a raiz, procurar tratar isso pode levar a melhora.

É aqui que um profissional da área de psicologia pode ajudar, contribuindo para encontrar qual é a raiz do vício, tratar o vício e a raiz, possibilitando uma melhora; além disso pode contribuir no autoconhecimento o que possibilita a pessoa conhecer o seus limites, suas capacidades, e a aprender a lhe dar com as dificuldades que aparecem em sua vida com autonomia.

Um detalhe precisa também ser esclarecido:

Cada tipo de vício possuí suas particularidades ou seja precisa de cuidados especiais. A dependência química presente no vício no álcool e outras drogas possui suas particularidades, a parte que afeta o corpo da pessoa e outros pontos que levam a ser algo mais forte, por isso tem casos em que a internação em clínicas ou comunidades terapêuticas que fazem um bom trabalho pode ser necessário, além de acompanhamento médico para cuidar das complicações fisiológicas também.

Nesses casos o acompanhamento multidiciplinar, com vários profissionais de áreas diferentes, pode contribuir desde que o trabalho seja feito em conjunto por eles, por isso algumas clínicas ou comunidades terapêuticas, ou serviços de saúde especializados em dependência de álcool e outras drogas (CAPS ad) onde possuem uma equipe profissional dessa forma, pode contribuir muito para o processo de melhora.

Não é um tema simples e ainda tem muito mais sobre que precisa ser falado, mas para não ficar grande o post, futuramente voltaremos a falar mais sobre o assunto.

Se você se identifica com esse post, sente que precisa de ajuda procure ajuda.

Confira também o nosso post sobre Saúde.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *